Obesidade x Infertilidade

Deixe o alimento ser sua medicina – a força da dieta alterando os seus genes !
09/07/2016
Você sabe a diferença entre APLV e Intolerância à Lactose ??
09/08/2016

A obesidade está associada com um risco aumentado de infertilidade e intercorrências durante a gestação. E com isso frequentemente mulheres obesas são estimuladas a perder peso antes de engravidar.

Já sabemos que o excesso de tecido adiposo age alterando os padrões hormonais aumentando os níveis de estrogênios devido à aromatização da testosterona, em mulheres, além desse mecanismo, outras enzimas como a leptina e uma maior produção de substâncias andrógenas, como a testosterona, também são responsáveis pela alteração na liberação de LH e FS e, consequentemente, na liberação de óvulos, sem ação do FSH e do LH a liberação do óvulo fica inibida, gerando uma oligo ou anovolação crônica com ciclos menstruais irregulares.

O diabetes tipo II e a resistência insulínica, comuns em pessoas obesas, também parecem agir sobre esse eixo hormonal, por meio de substâncias inflamatórias, reduzindo a fertilidade.

usg gestanteRecentemente foi publicado um estudo que selecionou 577 mulheres inferteis com IMC acima de 29kg/m2 e submeteu-as a seis meses de programa de emagrecimento antes de tratamento para infertilidade contra outro grupo que foi realizado diretamente o tratamento para infertilidade.

Os resultados forma interessantes, o grupo que se submeteu a mudança de estilo de vida e reduziu peso obteve uma maior taxa de concepção natural ( 26% contra 16% ). A obesidade aumenta o risco de abortos e reduz a chance de sucesso das técnicas de reprodução assistida, como a fertilização in vitro.

Além de que durante a gestação, o risco de hipertensão, pré-eclâmpsia, diabetes, infecções e trombose é maior do que em mulheres de peso adequado.

Capa-GestanteResumindo, mudanças do estilo de vida, visando a diminuição da ingesta calórica e ao aumento dos exercícios físicos são fundamentais para quem pretende engravidar de forma saudável. A dieta com perda de peso e o exercício físico são orientações obrigatórias no atendimento inicial das mulheres obesas.

A redução do peso corporal auxilia na regularização dos ciclos menstruais e deve ser considerada a primeira medida em mulheres obesas e inférteis.

Mais uma vez a medicina mostrando que perder peso não é necessário apenas por estética e sim é uma questão de saúde e qualidade de vida !

Procure sempre um médico para auxiliá-la e orientar !

 

Por Dra. Giulianna Pansera ( instagram @giulirp )

 

 

Giulianna Pansera
Giulianna Pansera
Eu sou a Dra. Giulianna Pansera, médica endocrinologista, mãe, maratonista e promotora da vida saudável. Eu escrevo este blog como forma de motivar as pessoas a estudarem mais sobre os benefícios que o estilo de vida saudável pode oferecer e apoiar as boas escolhas alimentares e esportivas. Você pode me acompanhar por aqui e em meus outros canais, no Insta e no YouTube. Em "Sobre a Giuli" você pode ver o meu perfil completo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *