Dia de Conscientização sobre o Linfoma: Conheça a história do jovem que superou a doença
15/09/2018
Como aliar a prática do esporte à saúde do joelho
23/09/2018
Exibir tudo

Especial Setembro Amarelo – Alimentação

Publicação especial dentro da série Setembro Amarelo

Segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2015 a depressão já afetava 322 milhões de pessoas no mundo. No Brasil são 11,5 milhões de pessoas afetadas por esse transtorno, ou seja, 5,8% da população brasileira.

A depressão é um dos transtornos mentais mais comum, mas é uma doença tratável. Apesar disso, metade das pessoas que passam pela depressão não tem a doença diagnosticada ou tratada, e isso pode ser uma ameaça já que 10% das pessoas que sofrem desse transtorno se suicidam. Por isso é muito importante estar atento aos sinais e procurar ajuda profissional o quanto antes.

Nos últimos anos a alimentação vem ganhando atenção de diversas áreas médicas, isso porque já é possível relacionar que dependendo do tipo de alimentação que seguimos, isso poderá nos deixar mais propensos a desenvolver certos tipos de doenças, ou evitar que venhamos a desenvolve-las.

Desde 2009 existe uma linha de estudos que pesquisa a relação da composição do prato com o surgimento da depressão.

Entre alguns nutrientes destacados para a prevenção e combate da depressão estão:

    • Omega-3: ácido graxo importante para as membranas dos neurônios, melhorando a comunicação entre as células nervosas.
    • Magnésio: melhora os níveis de serotonina, quando esse mineral está em falta na dieta os níveis de serotonina diminuem, o que pode levar a depressão e ansiedade.
    • Fibras: melhorando a qualidade da nossa microbiota intestinal, lembrando que nosso intestino é a porta de entrada das vitaminas e minerais para o nosso organismo, um intestino que não esta saudável, não consegue absorver perfeitamente o que ingerimos, por isso as vezes as pessoas estão suplementando vitaminas e minerais mas não apresentam significativas melhoras

 

  • Zinco e Ferro: pacientes com depressão tendem a apresentar deficiência desses minerais

  • Vitamina C:
    importante na modulação de funções do sistema nervoso e é anti-inflamatória (dietas pró inflamatórias tendem a aumentar os riscos de depressão)
  • Vitamina B1, B9 e B12: existe uma forte relação entre a função cerebral e as vitaminas no complexo B, pois sem elas, diversos neurotransmissores ficam comprometidos.
  • Vitamina D: baixos níveis de vitamina D tendem a aumentar o risco de diversas doenças, entre elas a depressão, a suplementação de vitamina D diminui o risco de depressão, age em neurotransmissores, marcadores inflamatórios e outros fatores, ajudando a combater a doença.

 

É importante salientar que pouco vai ajudar você suplementar esses nutrientes ou adicionar mais alimentos fontes dele em sua dieta se você não reduzir o consumo de alimentos que aumentam os riscos de desenvolver a depressão. Dietas ricas em alimentos ultra processados, com alto teor de açúcares, gorduras e sal, contribuem para o surgimento de sintomas depressivos, pois aumentam a inflamação do corpo.

Além disso sabe-se que os agrotóxicos são extremamente prejudiciais para a nossa saúde física e mental, quanto mais você conseguir aumentar o consumo de alimentos orgânicos melhor será para sua saúde. No Brasil o consumo desses alimentos ainda não está à disposição de toda a população, seja por uma questão financeira ou pela dificuldade de encontra-los, mas sempre que possível de prioridade a eles.

Resumindo, se você quer evitar ou melhor sua depressão tente se alimentar melhor, coma mais frutas, verduras e legumes (se possível orgânicas), como mais carnes magras, peixes, cereais, oleaginosas, leguminosas… Varie bastante os alimentos do seu prato, e evite alimentos ultra processados.

Pratique mais atividades físicas, isso aumenta a produção de hormônios da felicidade como a serotonina. Tome 20 minutinhos de sol todos os dias para aumentar sua produção de vitamina D.

Procure realizar mais atividades que te dão prazer, converse, de risada, esteja cercado de pessoas que fazem você se sentir bem, viaje, dance, curta a vida.

A depressão normalmente não surge por uma única causa, normalmente ela é a somatória de diversas situações.

Clarissa Pansera
Clarissa Pansera
Nutricionista, busco sempre oferecer soluções práticas e adequadas para a rotina de cada paciente, seja qual for sua necessidade. Se alimentar bem e estar feliz com sua saúde é possível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *