Hormônios que podem fazer você trair sua dieta !!

Outubro Rosa – Primeiro encontro G-RealFit e Adidas – 28/10/2016
31/10/2016
Lançamento ULTRABOOST X da Adidas! – Diretamente de São Francisco/California
08/02/2017
Exibir tudo

Hormônios que podem fazer você trair sua dieta !!

Você sabia que a sua vontade desesperada e incontrolável por doces pode ser resposta a alterações de substâncias chamadas hormônios ou neurotransmissores  ??! Nem sempre é falta de força de vontade !!!!
Aqui vou contar um pouquinho sobre o que pode estar te fazendo trair a sua dieta !

  • Serotonina : esse é o mais famoso de todos, a serotonina (5-HT) desempenha um importante papel no sistema nervoso, com diversas funções, como a liberação de alguns hormônios, regulação do sono, temperatura corporal, apetite, humor, atividade motora e funções cognitivas. Alterações nos níveis de 5-HT (baixos níveis ou problemas na sinalização com o receptor) têm sido relacionadas ao aumento do desejo de ingerir doces e carboidratos. Com quantidades normais de 5-HT, a pessoa atinge mais facilmente a saciedade e consegue maior controle sobre a ingestão de açúcares. Os níveis adequados deste neurotransmissor no cérebro dependem da ingestão alimentar de triptofano (aminoácido precursor da serotonina) e de carboidratos.
  • Leptina : A leptina, produzida no tecido adiposo branco, atua nos receptores expressos no hipotálamo para promover a sensação de saciedade e regular o balanço energético. Então pensamos aqui, quanto mais gordinha a pessoa mais leptina e portanto menos fome, certo !? Errado, em altas concentrações séricas, a leptina não consegue atuar devido à resistência que acaba limitando seu efeito anoréxico e por essa razoa o obeso acaba tendo os efeitos de deficiência de leptina.
  • Insulina: A insulina é produzida pelas células beta do pâncreas, e a sua concentração sérica também é proporcional à quantidade de tecido adiposo. Com seu efeito anabólico, a insulina aumenta a captação de glicose, e a queda da glicemia é um estímulo para o aumento do apetite. Porém temos estudos demonstrando que a insulina tem uma função essencial no sistema nervoso central para incitar a saciedade, aumentar o gasto energético e regular a ação da leptina. Ainda temos a questão de que o excesso de insulina faz com que o indivíduo apresente resistência a essa da mesma forma que ocorre com a leptina.
    Outra questão é que o excesso de insulina irá causar uma queda abrupta da glicemia causando um aumento do apetite rebote !
  • CCK : Estudos demonstram que a saciedade prandial é atribuída predominantemente à ação da CCK, um peptídeo intestinal, que é liberada pelas células I do trato gastrintestinal, em resposta à presença de gordura e proteína. A CCK, além de inibir a ingestão alimentar, também induz a secreção pancreática, a secreção biliar e a contração vesicular.
  • PYY : Outro inibidor da ingestão alimentar é o peptídeo YY, ou PYY. Este peptídeo é expresso pelas células da mucosa intestinal, e sugere-se que a regulação é neural, já que seus níveis plasmáticos aumentam quase que imediatamente após a ingestão alimentar. Obesos apresentam menor elevação dos níveis de PYY pós-prandial, especialmente em refeições noturnas, levando a uma ingestão calórica maior.

Como vocês podem ver há muito mais no controle da ” fome e da vontade de comer” do que simplesmente força de vontade, mas nada que nós não possamos aprender a controlar levando uma rotina de exercícios e alimentação saudável !

Por: Dra. Giulianna Pansera ( @giulirp )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *