Mãe ou Profissional ?

15 passos para uma vida mais saudável !
30/04/2015
Obesidade e a relação com níveis baixos de Vit D
03/05/2015
Exibir tudo

E tem quem venha me dizer que é fácil para eu me cuidar já que tenho babá, empregada, o B vai p escola e muito dinheiro…  bem que eu adoraria ter a vida assim facilitada, massss não é bem assim, eu nunca tive babá e o B ainda não vai para escola, sim já estou providenciando isso agora que ele fez 2 anos. Eu tb não tenho muito dinheiro e preciso trabalhar, e também não tenho empregada em casa, tenho uma faxineira que vem quando ela pode, sim ela me manda menagem dizendo ” Giuli amanha eu posso ir você quer?”

cópia de IMG_1470

O que eu tenho é SORTE de ter escolhido uma profissão que me permite fazer os horários que são mais convenientes e apesar de saber que se eu trabalhasse mais horas teria mais dinheiro eu preferi ter menos dinheiro e mais horas com o meu bebê. A vida nem sempre segue os caminhos como imaginamos ou como planejamos, e nesse caminho eu tive que adaptar os meus sonhos e planos profissionais à minha nova realidade, confesso que no início pensei que eu ficaria para trás e que a vida de mãe iria atrapalhar a vida profissional, mas hoje eu descobri que a vida que importa e que deve estar em primeiro lugar nos nosso planos é a vida familiar, a profissão vem em segundo para agregar e tornar possível o bem estar da família e não devemos viver para trabalhar.

 

Eu li um texto hoje, não me lembro exatamente onde foi e quem escreveu, mas ela dizia assim:

” No dia que tiraram o meu crachá senti como se tirassem um pedaço de mim, e não sabia mais quem eu era !”

 

 

um dia comum, nossos companheiros !!

um dia comum, nossos companheiros !!

Fiquei imaginando como deve ser chegar no final da vida e perceber que gastamos todos os nossos anos dedicados a estranhos e no final estaremos sozinhos e sem família, sem filhos ou se tiver tido filhos pode ser que estes estejam distantes já que durante boa parte da vida eu estive distante deles me dedicando a uma empresa.

 

 

Sim valeu a pena pisar no freio quando meu filho nasceu, porque ele irá, inevitavelmente, crescer e o tempo vai passar e se eu perder a fase de hoje não terei mais a oportunidade de vivê-la !!! Então tem dias que minha cozinha está bagunçada e eu tenho um monte de emails para responder, artigos para escrever, roupas para lavar e coisas para estudar mas eu deixo tudo para fazer depois e paro para brincar com ele, para olhar ele dormir, para dar comida ou ver desenho abraçados no sofá. Daqui a uns anos eu vou ter muito tempo livre para trabalhar enquanto ele segue o caminho dele estudando, namorando e construindo a própria família !!! #penseNisso

 

Por Dra. Giulianna Pansera

2 Comentários

  1. Patricia disse:

    Giu, me encaixei direitinho nesse seu texto…
    Sou médica nutróloga, tenho um bebê de 1 ano e 9meses que ainda acorda mais de uma vez de madrugada, e tem dia que parece impossível conseguir ir na academia pela manhã… E quando saio as 18hrs so penso em ir para casa vê-lo e acabando brigando comigo mesmo entre ficar com meu bebe e ir na academia…
    Tento me espelhar em você … E tentar ver como você consegue dar conta de tudo!!
    Muito obrigada!!! Se tiver dicas aceito!!! Beijos

  2. Opa!
    Tive acesso a alguns artigos escritos nesse blog e gostei muito da matéria.
    Assuntos relacionados ao seu blog enriquecem o conteúdo da web, e transmitem conhecimento, para as pessoas menos experientes.
    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *