Qual é a sua desculpa ?

Aeróbico antes ou depois da musculação ???????
23/04/2015
Exercícios ao sol – proteja-se do câncer de pele !!
25/04/2015
Exibir tudo

Tenho amigas com muito talento para escrever, então vez ou outra trarei aqui para vocês algum post diferente, alguma reflexão, outro ponto de vista, algo que te faça pensar !!! Dessa vez eu pedi para uma querida amiga que é enfermeira e apesar da pouca idade tem uma experiência de vida incrível .

A Carolina ( @projetobefabulous14 ) é enfermeira e há pouco mais de 1 ano resolveu mudar de vida, um belo dia se viu chegando aos 90 Kg e decidiu que era hora de procurar ajuda, veio até mim e daí começamos uma longa jornada que está trazendo excelentes resultados!!!!

Qual a sua desculpa?

 

”   Recebi da Giu a missão de escrever um texto para o blog. Fiquei muito feliz pelo convite, mas também com medo e pensei: “Eu? Escrevendo num blog fitness?”.

Eu sou da área da saúde – sou enfermeira, mas a minha atuação é outra (Oncologia). Poderia vir e trazer um levantamento científico para vocês com os artigos mostrando as associações entre câncer e obesidade, câncer e maus hábitos alimentares, câncer e sedentarismo. Por exemplo: foi feito um estudo, no pós-seguimento, com pacientes que tiveram câncer de mama e ele mostrou que a atividade física regular reduziu a mortalidade em 45%. Mas hoje o enfoque vai ser outro. Quisemos trazer para vocês uma reflexão, um momento para pensarem sobre outras coisas da vida. Sobre o quanto precisamos ter equilíbrio em nossas escolhas e sobre o quanto precisamos valorizar as coisas boas da vida. Nossa saúde.

Bom, aceitei o desafio e aqui estou eu. Espero que gostem.

Qual é o peso da sua cruz?

Escolhi a Oncologia (área que estuda o câncer) aos 14 anos, depois de fazer um trabalho na escola.         Mesmo gostando de vários outros assuntos, mesmo estudando várias outras coisas na faculdade, eu sempre soube o meu caminho.

Tenho muitas histórias para contar, histórias essas que se tornaram grandes lições de vida. Que nenhum banco de escola ensinou. É a sabedoria que a gente vai ganhando.

Eu não tinha muito tempo de vida profissional, quando chegou um garoto para começar o tratamento. Dezessete anos, sorriso maroto e dor. Muita dor. O tumor que invadia sua coluna o impedia de andar.    Um dia, ele disse que estava com fome, mas quando o lanche chegou, recusou e entregou para o pai. Ué, estava com fome, mas recusou o lanche? [olha o julgamento…]

Descobri a história: eles vinham do Nordeste – todos, paciente, pai, mãe e irmãos. Alugaram uma casa de um cômodo na periferia de SP e compraram um carrinho velho para vir e voltar durante a quimioterapia. Foram assaltados, o carro não tinha seguro. Mas esse pai resolveu que esse menino ia se tratar a qualquer custo. Todo dia, eu disse TODOS OS DIAS, ele trazia esse menino nas costas. De ônibus. Ele tinha 17 anos, 1,80m, o pai encaixava ele nas costas e vinha. Era isso ou não tinha quimioterapia. Era a comida ou a condução. Eu nunca vou esquecer. Hoje reclamei logo cedo, quando algo deu errado. E vim resmungando no metrô, me achando coitada e quase perguntando ‘por quê eu?’. Mas bastou colocar os pés no hospital, e olhar ao redor, que a minha ficha caiu, de novo. Essa história veio na minha cabeça. Claro que não dá para estar bem sempre, sorrindo sempre, claro que as dificuldades, às pessoas e as coisas às vezes nos machucam. Mas o que eu quero dizer é: se temos saúde, temos tudo! Podemos correr atrás dos nossos sonhos, dos nossos objetivos, sejam eles quais forem e isso inclui também o nosso corpo dos sonhos.

qual a sua desculpa

 

 

Vamos agradecer mais!

 

Qual é o peso da minha cruz? Leve.

 

 

E você? Qual é o peso da sua cruz?”

 

 

 

 

Por Carolina S. ( intagram- @projetobefabulous14 )

 

1 Comentário

  1. Francielli disse:

    Amei o post!!!! Ótimo chacoalhar para quem vive reclamando da vida. Hoje agradeço por poder correr!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *